Coronavírus

Pacientes com ‘COVID-19 longa’ pedem mais apoio do Governo Japonês

A OMS identifica o problema quando os sintomas da doença persistem por mais de dois meses

Pacientes com 'COVID-19 longa' pedem mais apoio do Governo Japonês

Tóquio, Japão — Um grupo de nove pessoas que enfrentam os efeitos colaterais prolongados da COVID-19 solicitou maior apoio do governo japonês na sexta-feira (8), conforme relatado pela mídia local.

O grupo, formado no mês passado, é composto por indivíduos que lidam com sintomas persistentes, incluindo fadiga, decorrentes da infecção por COVID-19.

Publicidade
blank

Os membros do grupo se reuniram com o ministro da Saúde, Keizo Takemi, buscando a criação de métodos de tratamento médico específicos para os efeitos a longo prazo da COVID-19. Além disso, eles solicitaram assistência financeira para garantir acesso a serviços terapêuticos adequados.

Os participantes do grupo destacaram que alguns pacientes enfrentam dificuldades para trabalhar devido aos sintomas prolongados e apelaram por medidas de segurança expandidas.

Isso incluiria a extensão dos períodos durante os quais os pacientes são elegíveis para licenças e subsídios relacionados à doença.

Uma mulher de 50 anos compartilhou com os jornalistas que, devido aos sintomas, não consegue permanecer sentada e precisa utilizar uma bengala para se sustentar.

A condição conhecida como COVID-19 prolongada, definida pela Organização Mundial da Saúde (OMS), engloba sintomas que persistem por mais de dois meses e não podem ser explicados por outro diagnóstico alternativo.

Embora uma variedade de sintomas tenha sido relatada, ainda não se compreende completamente a origem desses sintomas ou quantas pessoas estão enfrentando essa condição.

Foto: PhotoAC

Comentários
Publicidade
blank