Saúde

Japão iniciam venda experimental da pílula do dia seguinte sem necessidade de receita médica

A disponibilidade desses contraceptivos pode representar um recurso crucial para vítimas de estupro

blank

Tóquio, Japão – A partir de hoje, 145 farmácias em todo o Japão iniciaram, experimentalmente, a venda da pílula do dia seguinte sem a necessidade de receita médica. Essa medida faz parte de um estudo que visa investigar a viabilidade de disponibilizar o contraceptivo sem prescrição, conforme divulgado pela emissora TBS.

A pílula do dia seguinte, eficaz quando tomada dentro de 72 horas após a relação sexual, pode prevenir a gravidez em cerca de 80% dos casos. No entanto, até o momento, no Japão, era obrigatório obter uma receita médica para adquiri-la.

Publicidade
blank

A venda sem prescrição está sob a supervisão da Associação Farmacêutica do Japão, designada para essa tarefa pelo Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-estar. A aquisição do medicamento, que terá um custo entre 7.000 e 9.000 ienes, está restrita a pessoas com 16 anos ou mais que concordem em participar da pesquisa (mais detalhes aqui).

O estudo está programado para continuar até março do próximo ano. Com base nos resultados obtidos, o Ministério da Saúde decidirá sobre a continuidade da venda da pílula do dia seguinte sem prescrição nas farmácias.

A disponibilidade desse contraceptivo sem prescrição médica pode representar uma importante alternativa para vítimas de estupro, potencialmente contribuindo para a redução da necessidade de procedimentos de aborto. Vale destacar que, ao contrário da maioria dos métodos contraceptivos que atuam antes ou durante a relação sexual, a pílula do dia seguinte é um contraceptivo de emergência que visa evitar a gravidez após o ato sexual.

Foto: Reprodução/The Japan Times

Comentários
Publicidade
blank