Japão

Japão planeja instalar câmeras de segurança em creches contra abuso infantil

Os casos de abuso infantil ganharam destaque devido a acusações feitas por artistas contra Johnny Kitagawa

Japão planeja instalar câmeras de segurança em creches contra abuso infantil

Tóquio, Japão — O primeiro-ministro do Japão, Fumio Kishida, revelou na segunda-feira (16) um novo plano governamental para combater o abuso sexual infantil, noticiado pela Kyodo News.

A iniciativa envolve a concessão de subsídios a creches e instituições educacionais visando a instalação de câmeras de segurança como medida preventiva.

Publicidade
blank

O governo tomou essa medida após abandonar um plano anterior que visava criar um novo sistema para impedir que criminosos sexuais condenados obtivessem empregos em locais relacionados com crianças.

A crescente preocupação com os casos de abuso infantil ganhou destaque após as acusações feitas contra Johnny Kitagawa, o fundador da agência de talentos Johnny & Associates Inc., em Tóquio. Johnny Kitagawa, que já faleceu, foi acusado de abusar sexualmente de meninos e jovens ao longo de várias décadas.

No dia anterior à mudança de nome da agência para “Smile-Up” em meio a esse escândalo, o primeiro-ministro Kishida prometeu, durante uma reunião governamental, eliminar os crimes sexuais e a violência contra crianças, descrevendo esses atos como “graves violações dos direitos humanos”.

O novo plano do governo Kishida visa a instalação de câmeras de segurança em creches e instituições educacionais, com o intuito de monitorar os funcionários em busca de qualquer conduta suspeita. Além disso, o plano inclui a provisão de divisórias para garantir maior privacidade às crianças durante a troca de roupas.

Essa medida tem o objetivo de fortalecer a segurança das crianças e prevenir o abuso sexual infantil, reforçando a vigilância nas instituições que cuidam dos jovens no Japão.

Foto: PhotoAC

Comentários
Publicidade
blank