Japão

Nova doença transmitida por carrapatos causa primeira morte no Japão

O Ministério da Saúde do Japão está realizando pesquisas detalhadas para obter um melhor entendimento das características desse vírus

Nova doença transmitida por carrapatos causa primeira morte no JapãoUm exame microscópico revela detalhes do vírus Oz. (Instituto Nacional de Doenças Infecciosas do Japão)

Tóquio, Japão — O Ministério da Saúde do Japão anunciou nesta sexta-feira (23) o primeiro caso de infecção e óbito relacionados a um novo vírus transmitido por carrapatos, chamado de “Oz”. Uma mulher de aproximadamente 70 anos faleceu em Ibaraki após contrair a doença.

De acordo com informações da emissora NHK, esse é o primeiro registro de infecção e morte causadas pelo vírus Oz no país, e não há relatos semelhantes em todo o mundo.

Publicidade
blank

A paciente, que apresentava sintomas como febre e fadiga, procurou atendimento médico em um hospital de Ibaraki durante o verão do ano passado. Durante a internação, foi constatado que ela havia sido picada por um carrapato na região da virilha direita. Exames posteriores confirmaram a presença do vírus Oz em seu organismo.

Em 2018, o vírus Oz foi detectado em alguns carrapatos, levantando suspeitas sobre sua disseminação em várias regiões do Japão. No entanto, este é o primeiro caso documentado em que a infecção por esse vírus resultou em doença e morte em seres humanos no país.

O Ministério da Saúde está realizando investigações e pesquisas aprofundadas para entender melhor as características do vírus Oz, seus sintomas e sua forma de transmissão. Ainda não se sabe com precisão a rota exata de infecção pelo vírus, mas acredita-se que as picadas de carrapatos infectados sejam a principal forma de contágio.

Embora a taxa de mortalidade ainda seja desconhecida, o governo destaca a importância de tomar precauções para evitar picadas de carrapatos. É recomendado o uso de roupas de manga comprida, calças compridas e a aplicação de repelentes em áreas propensas à presença desses aracnídeos, como gramados e regiões com vegetação densa.

O vírus Oz foi descoberto em 2018, em um carrapato da espécie “Amblyomma testudinarium” na região de Ehime, sendo comum em várias regiões do Japão.

Estudos identificaram a presença de anticorpos do vírus Oz em animais selvagens, como macacos japoneses, javalis e veados. Além disso, testes de sangue em caçadores revelaram a presença de anticorpos em duas pessoas, sugerindo que a infecção pode ser assintomática ou apresentar sintomas leves.

Até o momento, não há um tratamento específico para o vírus Oz. O Ministério da Saúde continua empenhado em obter mais informações sobre o vírus e adotar medidas para prevenir sua propagação.

Foto: Instituto Nacional de Doenças Infecciosas do Japão

Comentários
Publicidade
blank